Sinovite

Sinovite é a inflamação da membrana sinovial, uma fina camada de tecido conjuntivo que reveste estruturas como tendões musculares, cápsulas articulares e bolsas sinoviais. Ela produz e absorve o líquido sinovial, um gel viscoso e transparente que lubrifica as estruturas que banha, minorando o atrito entre elas. É como o óleo que lubrifica as peças de uma máquina, para que ela pare de ranger.

Esse líquido também contém mucopolissacarídeos e proteínas (fibrinogênio e globulinas), secretados pelas célulassinoviais. A composição dele é próxima à do plasma. Quando essa membrana se inflama, o equilíbrio produção/absorção se altera e a articulação se enche de líquido sinovial. Quando isso ocorre no joelho, o paciente costuma dizer que está com “água no joelho”.

 

Quais são as causas?

A sinovite ocorre devido a qualquer fator que provoque inflamação da membrana sinovial e aumente a quantidade de líquido sinovial no interior das articulações. As causas mais comuns são: traumas agudos, uso excessivo ou repetitivo da articulação, infecção, reação humoral ou metabólica. A sinovite pode acompanhar a artrite reumatoide, artritejuvenil, lúpus, artrite psoriásica, febre reumática, tuberculose, trauma ou gota.

 

Quais são os sinais e sintomas?

Os principais sinais e sintomas da sinovite são:

  • Inchaço.
  • Aumento da temperatura local, vermelhidão e dor na articulação.
  • Dificuldade em movimentar a junta afetada.

Embora a sinovite seja, de longe, mais frequente nos joelhos (que contêm maior quantidade de líquido sinovial) que nas demais articulações do corpo, ela pode acontecer também nas articulações da mão, punho, cotovelo, ombro, quadril, tornozelo e pé. As alterações qualitativas e quantitativas do líquido sinovial podem acometer as cartilagens das articulações e gerar uma sinovite crônica.

 

Como o médico diagnostica?

Em primeiro lugar, o diagnóstico da sinovite é suspeitado pela apresentação do quadro clínico (articulações quentes, vermelhas e inchadas) e pelo exame físico e pode ser confirmado pela análise ou cultura do líquido sinovial, a qual permitirá, inclusive, o diagnóstico de alguns tipos de artrites e pela tomada de imagens (radiografia, ultrassonografia, ressonância magnética).

A retirada do líquido, quando indicada, é um procedimento simples: depois de limpar a pele sobre a articulação, o médico aplica um anestésico local e introduz uma agulha fina, com a qual retira uma amostra de fluido para análise. Por esse mesmo procedimento pode ser injetada medicação (normalmente corticosteroide) no espaço articular.

 

Como o médico trata?

O tratamento da sinovite depende da sua causa. Se a causa de base não for tratada, é grande a chance de que a sinovitetratada apenas sintomaticamente reincida novamente. Geralmente o tratamento implica em medicamentos anti-inflamatórios, repouso e fisioterapia. A injeção intra-articular de corticoides ou de outras medicações de ação local também pode ser feita.

No caso dos joelhos, muitas vezes tem-se que drenar o líquido sinovial da articulação. Nos casos mais graves pode-se recorrer a uma cirurgia, chamada de artroscopia, um procedimento cirúrgico minimamente invasivo através do qual se realiza o tratamento dos danos do interior da articulação.

 

Como prevenir?

A única maneira de prevenir a sinovite é evitar as suas causas.

Fonte: ABC Med

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *