Mulheres em hormonioterapia

Hormonioterapia, uma palavra difícil e muito comum no meio da área da saúde. Para alguns, essa palavra é um sinônimo de superação, principalmente para pacientes que sofrem com doenças de alta complexidade como: o câncer de mama, câncer colorretal ou câncer de colo de útero.

Para introduzir esse assunto trazemos um vídeo curto do Hospital Israelista Albert Einstein porém muito explicativo falando um pouco sobre a hormonioterapia.

Neste post abordaremos diversos temas sobre o tratamento através de medicamentos hormonais em tópicos. Você aprenderá sobre:

  • O que é hormonioterapia?
  • Qual é a duração do tratamento?
  • Efeitos colaterais
  • Orientações para o uso da medicação
  • O que devo fazer se esquecer de tomar o medicamento?

O que é hormonioterapia?

A hormonioterapia é um tratamento que tem como objetivo impedir a ação dos hormônios femininos (estrógeno e progesterona) na célula tumoral.A terapia hormonal tem ação sistêmica agindo em todas as partes do organismo. A medicação é administrada por meio de comprimidos, injeções subcutâneas ou
intramusculares.

Em geral, os hormonioterápicos orais são administrados diariamente, já os injetáveis são aplicados mensalmente ou trimestralmente.

Qual é a duração do tratamento?

O tratamento é planejado de acordo com o tipo de câncer, podendo variar de paciente para paciente.

Efeitos colaterais

Fogachos (ondas de calor)

É um sintoma muito comum que pode variar de uma ligeira sensação de calor no rosto até suores pelo corpo. Em algumas situações, podem ser necessárias medicações para reduzir esse efeito. Converse com seu médico sobre a intensidade.

Algumas ações ajudam a minimizar esses sinais:

  • Use tecidos naturais (algodão para roupas pessoais e de cama);
  • Utilize roupas que você possa remover com facilidade;
  • Mantenha o ambiente fresco e, se necessário, utilize o ventilador ou ar
    condicionado;
  • Evite bebidas alcoólicas.

Secura/corrimento vaginal

No decorrer do tratamento pode surgir atrofia na mucosa vaginal e isso pode causar desconfortos, como dor ou coceira. É importante o uso de calcinhas de material não sintético e que seja evitado o uso de roupas extremamente apertadas na região genital.

O corrimento é mais frequente em mulheres que usam o medicamento Tamoxifeno no tratamento. Habitualmente, ele é claro, líquido e sem odor.

Dores nas articulações

Um dos efeitos colaterais são as artralgias (dores nas articulações) e a sensação de enrijecimento muscular. Nesses casos, a atividade física é a melhor aliada para evitar as dores articulares decorrentes do uso da medicação.

Perda de massa óssea

É possível que ocorra um aceleramento da perda da massa óssea. Nesses casos, o médico poderá indicar o acompanhamento da densitometria óssea, dos níveis de cálcio e da vitamina D. Lembre-se que a atividade física tem um papel fundamental para evitar a perda da massa óssea.

Alterações de sono, humor, concentração e memória

O sono pode ser alterado devido às ondas de calor, suores ou ansiedade. Já o humor, a concentração e a memória poderão sofrer influência do estresse do diagnóstico ou do próprio tratamento. Por isso, é importante:

  • Mantenha uma dieta equilibrada, evite bebidas que contenham cafeína durante o final da tarde e à noite;
  • Durma a quantidade de horas necessárias, tentando manter uma rotina de horários.
  • Faça exercícios físicos durante o dia, mesmo que leves;
  • Exercícios de respiração e técnicas de relaxamento podem ajudar;
  • Mantenha sua atenção e foco em atividades que despertem prazer e interesse em você.

Fale com seu médico se tiver muita dificuldade para dormir ou alteração de humor frequente.

Ressecamento da pele

Para amenizar os efeitos de ressecamento da pele, é importante que você:

  • Mantenha uma dieta equilibrada e beba muita água;
  • Utilize sabonetes pouco agressivos à pele, como de glicerina ou indicados para pele sensível;
  • Utilize hidratantes com frequência, de preferência os dermatológicos;
  • Utilize protetor solar fator 30, mesmo em dias nublados;
  • Evite exposição ao sol, especialmente entre às 10h e 16h;
  • Tratamentos dermatológicos mais agressivos só podem ser realizados após
    liberação médica

Risco de trombose 

O uso do medicamento Tamoxifeno pode aumentar o risco de trombose, portanto é importante destacar que:

  • Em caso de dor ou inchaço dos membros inferiores e, principalmente, se isso ocorrer somente em um deles, você deve suspender o medicamento e ir imediatamente à Emergência para avaliação;
  • Preventivamente, em viagens longas, se movimente a cada 60-90 minutos, mantenha-se hidratada e evite roupas muito apertadas.
  • Caso seja submetida a qualquer tipo de imobilização ou cirurgia, avise o médico sobre o uso do tamoxifeno. Algumas medidas adicionais podem ser tomadas para reduzir o risco de trombose nesses casos.

Afinamento do cabelo

Durante a hormonioterapia, pode ocorrer afinamento dos fios e é aconselhável a consulta a um dermatologista. O profissional irá identificar o diagnóstico correto da causa do afinamento e definir o melhor tratamento. Converse antes com o seu médico. Para ajudar:

  • Evite o uso de produtos e procedimentos agressivos ao cabelo e secadores muito quentes.

Orientações para o uso da medicação

  • Mantenha um horário para tomar a medicação, preferencialmente após as refeições, sempre com água;
  • Não faça ajuste de dose ou interrompa o uso sem autorização médica. As drágeas devem ser engolidas inteiras com o auxílio de um copo com água e não devem ser mastigadas, partidas ou trituradas, caso o medicamento se parta acidentalmente evite contato com a parte interna da drágea.
  • Lave as mãos após a administração do medicamento. Não tome medicamentos vencidos
  • Se você vomitar logo após a administração do medicamento, informe seu médico.

O que devo fazer se esquecer de tomar o medicamento?

Em caso de esquecimento, tome o medicamento assim que se lembrar. Se estiver perto da próxima dose, tome apenas uma vez. A dose esquecida pode ser administrada até 2 horas do horário habitual, caso contrário não tome a dose esquecida e informe seu médico.

Importante: sempre informe o uso da medicação a todo médico que for avaliá-la. Não devem ser tomadas quaisquer medicações (mesmo as consideradas naturais ou de venda livre) sem liberação médica.

Gostou dessas informações? Aproveite e baixe esse material em PDF para que tenha todas orientações em seu dispositivo.

 

Quer saber mais? Fale com a Prescrita!

Ligue: 0800 201 5100

WhatsApp: 83 99933-7950

E-mail: [email protected]

Com mais de 16 anos de mercado, a Prescrita Medicamentos é um elo fundamental no tratamento de fertilidade, oncologia e de patologias de alta complexidade que requeiram uso contínuo. Disponibilizamos o serviço de delivery e assistência farmacêutica visando a melhor qualidade de vida para nossos clientes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba as novidadesCadastre-se para receber todas as nossas novidades

Cadastre-se para receber todas as nossas novidades

Fale conosco