Imunidade e tempo frio

mãe dando remédio para filha doente

A baixa imunidade causada pelas alterações de temperatura durante o dia, baixa umidade do ar e aglomerações de pessoas em ambientes fechados são fatores que colaboram para o contágio por vírus e aumentam o número de casos de inflamações das vias respiratórias e alergias durante os dias mais frios.

Apesar do resfriado e da gripe apresentarem quase os mesmos sintomas, o infectologista Ralcyon Teixeira, do Instituto de Infectologia Emílio Ribas, referência no tratamento de doenças infecciosas, afirma que cada um é provocado por um vírus e devem receber diagnósticos e tratamentos específicos.

O resfriado tem sintomas mais leves, como corisa e leves dores no corpo e permanece no organismo por no máximo três dias. Já a gripe exige mais atenção, pois aparece de forma mais agressiva e prolongada, manifestando-se por febre, fortes dores no corpo, tosse seca e falta de ar.

A estudante Vitoria Nayara Pirez comenta sobre dificuldade em respirar durante os dias frios: “basta cair a temperatura que meu nariz entope e logo já sinto a respiração mais ofegante. Nessa época também quase sempre tenho crises de sinusite e rinite”, diz.

Como evitar

Beber bastante líquido é essencial para o combate à infecção. Além disso, uma alimentação balanceada, exercícios físicos e manter o sono em dia são fatores que ajudam a manter a imunidade em alta.

O especialista salienta a importância de beber bastante água e se ater aos sintomas. “É muito importante observar os primeiros sintomas e procurar auxílio profissional imediato para evitar que um simples resfriado possa se tornar uma pneumonia ou algo mais grave”, diz ele, lembrando que a automedicação deve ser evitada.

 

Fonte: www.saopaulo.sp.gov.br

Prescrita Medicamentos - Todos os Direitos Reservados.