Doenças típicas da Primavera

Doenças contagiosas, como catapora, sarampo e rubéola, são prevenidas com vacinas e as respiratórias mais comuns são rinites, bronquites e asma. Embora de maior incidência na infância os problemas de saúde sazonais podem aparecer em adolescentes e adultos

A primavera está a caminho. Oficialmente, ela chega em 23 de setembro e segue até 21 de dezembro, trazendo muitas flores, cores, mudanças na temperatura, com dias mais quentes e noites mais frescas, e também a incidência de doenças típicas da época do ano. Problemas altamente contagiosos, como sarampo, caxumba, rubéola e catapora aumentam de setembro a dezembro, acomentendo não só as crianças como também jovens e adultos.

Segundo o pediatra Paulo Taufi Maluf Júnior, do Instituto da Criança do Hospital das Clínicas e do Hospital Sírio-Libanês, “os sintomas iniciais da catapora são inespecíficos, como dor de cabeça, febre, cansaço e perda de apetite. A doença, cuja a origem é viral, é caracterizada pelo aparecimento de manchas avermelhadas (ou feridas) na pele, principalmente, no rosto e tronco, que rapidamente evoluem para bolhas com líquido. Ao se romperem, transformam-se em crostas e esse ciclo dura cerca de 5 a 7 dias”. O médico lembra que os problemas respiratórios também se exacerbam, em vista da liberação do pólen no ar durante a estação das flores e também pelo tempo seco, ocasionado pela baixa umidade do ar.

As doenças mais comuns são rinites, bronquites e asma. “A rinite alérgica provoca coceira no nariz, ouvidos, olhos e céu da boca, além de espirros, coriza e narinas obstruídas. No caso da asma, a pessoa poderá ter tosse seca, falta de ar, chiado e dor no peito”, ressalta Paulo Maluf. O aumento de substâncias irritantes no ar provoca outro problema: a conjuntivite, inflamação na membrana que reveste o globo ocular, e causa coceira nos olhos, vermelhidão e sensibilidade à luz.

Fonte: Revista Viva Saúde – UOL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *