Alimentação na vida do Paciente com Câncer de Mama

Os alimentos que combatem o câncer são, principalmente, frutas, vegetais e cereais integrais porque têm substâncias específicas, como os antioxidantes que protegem as células do organismo ajudando a combater e a evitar o aparecimento de câncer.

Assim, um prato bem colorido com alimentos saudáveis e não industrializados é a melhor solução para combater e prevenir as diversas formas de câncer.

Alguns exemplos de alimentos que combatem o câncer são:

·         Frutas e verduras verde-escuras, amarelas e cor de laranja, como tomate, acerola, romã, chicória, cebola vermelha, cenoura, uvas vermelhas;

·         Vegetais crucíferos, como brócolis;

·         Azeite, óleo de canola;

·         Alho;

·         Leguminosas;

·         Cereais integrais;

 

Alimentos que devem ser evitados no câncer

Os alimentos ricos em gordura, açúcares e carboidratos, como pães, bolachas e carnes vermelhas gordurosas são responsáveis por tornar o sangue mais ácido, inflamam as células e desequilibram a insulina e o colesterol, por isso, devem ser evitados.

 

       Dicas de alimentação durante o tratamento do câncer

As dicas de alimentação durante o tratamento são sugestões práticas para lidar com os efeitos colaterais do tratamento para o câncer. De acordo com o efeito colateral, a dica de alimentação vai variar:

·         Perda de apetite – experimentar receitas novas e comer com frequência durante o dia, mesmo na hora de dormir. Ter sempre um lanche sadio à mão. Se de hora em hora der umas mordidas no alimento correto ou uns goles no líquido apropriado, pode-se obter proteínas e calorias com mais facilidade.

·         Dor na boca ou na garganta – dar preferência a alimentos fáceis de mastigar e engolir, como banana, purê de frutas e legumes ou ovos mexidos, por exemplo, e evitar alimentos como frutas cítricas, alimentos muito condimentados e salgados ou com texturas duras.

·         Mudança nas sensações de olfato e paladar – melhorar o aroma da carne ou peixe deixando-o de molho em sucos doces de frutas, vinho doce, molho de vinagre ou agridoce e tentar usar uma pequena quantidade de ervas aromatizantes, como manjericão, orégano ou alecrim.

·         Secura da boca – usar molhos de vários tipos para umedecer os alimentos e facilitar a deglutição, assim como tomar um gole de água de tempos em tempos para facilitar a deglutição e a conversação.

·         Náusea – comer pequenas quantidades, com frequência e devagar. Evitar comer em locais abafados, quentes ou que tenham cheiro de cozinha que possa ser repugnante. Se a náusea se manifestar durante a manhã, pode-se tentar comer torrada seca ou biscoitos de água e sal antes de levantar.

·         Vômito – uma vez controlado o vômito, tente beber uma pequena quantidade de líquido, começando com uma colher de chá a cada dez minutos, passar para uma colher de sopa a cada vinte minutos e, finalmente, para duas colheres de sopa a cada trinta minutos. Quando se for capaz de manter os líquidos no estômago, experimente fazer uma dieta leve continuando a tomar pequenas porções à medida que vai conseguindo manter o líquido no estômago. Quando se sentir bem com a dieta leve, passar gradualmente para o regime alimentar normal.

·         Diarreia – beber muito líquido durante o dia. Pode-se fazer caldos de carne e sopas. Diminuir a quantidade de alimentos e bebidas que contenham cafeína, como o café, o chá preto, alguns refrigerantes e chocolate.

·         Prisão de ventre – beber muito líquido: pelo menos oito copos de 240 ml por dia, o que ajuda a manter a consistência apropriada das fezes. Comer alimentos fibrosos, como pão e cereais integral, frutas frescas com casca e verduras.

·         Retenção de líquidos – diminuir a ingestão de sal.

·         Cáries – diminuir a ingestão de açúcar e evitar ingerir alimentos que grudem nos dentes, tais como caramelo ou balas.

Estes efeitos colaterais podem surgir dos diferentes métodos de tratamento para o câncer, como cirurgia, radioterapia, quimioterapia ou imunoterapia, que são utilizados adequadamente no tratamento dos diversos tipos de câncer, como câncer de pele, intestino, mama e pulmão, por exemplo.

 

 

Fonte: Tua Saúde

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba as novidadesCadastre-se para receber todas as nossas novidades

Cadastre-se para receber todas as nossas novidades

Fale conosco